• EN
  • LinkedIn
  • Facebook
Você está em: Início > "Ensino na era 4.0" por Professora Doutora Sofia Gomes

"Ensino na era 4.0" por Professora Doutora Sofia Gomes

Artigo de Opinião publicado no semanário Vida Económica

Tal como na indústria se registou uma nova revolução, depois no turismo e na hotelaria, também hoje se vive no Ensino uma nova era: 4.0.
Cada vez mais se valoriza o saber-fazer, a proximidade às empresas, as experiências em sala de aula, o estudo de caso, a aprendizagem do que o mercado necessita, e tudo isto num contexto digital. Os estudantes procuram aliar os seus interesses e gostos aquilo que querem aprender, fazendo-os distinguir e vencer no mercado laboral.
As instituições de ensino que se possuem planos de estudo atualizados com uma marcada componente digital, uma forte proximidade ao mercado e uma oferta formativa alinhada com as áreas principais de intervenção e especialização do nosso país têm uma importante vantagem competitiva. Exemplo desta inovação no Ensino e da nova era 4.0, é um ISAG - European Business School que, apesar de pioneiro nas áreas do Turismo e da Gestão há 40 anos, não se deixou acomodar no tempo. A persistente procura por atividades inovadoras que proporcionem aos seus estudantes, experiências inclusivas e diferenciadoras (aos olhos dos empregadores e dos próprios estudantes) dentro e fora de aula, a elevada presença de empresas no ensino ministrado (através de seminários, workshops, feiras de empresas, visitas às empresas, sessões de mentoring, estágios curriculares e extra-curriculares, etc), a preocupação em aliar um plano de estudos responsivo às necessidades do mercado de trabalho, com a qualidade e o rigor do ensino, bem como a valorização dos soft skills, são alguns dos aspetos diferenciadores e que estão completamente alinhados com a nova era do ensino. Os estudantes que serão futuros profissionais e os empregadores, beneficiam muita destas novas práticas de ensino, potenciando o desenvolvimento local, regional e nacional.
É certo que o ensino como tradicionalmente o conhecemos tende a ser alterado ou até mesmo desaparecer, cabendo às instituições de ensino superior acompanhar estas grandes e rápidas mudanças e fazer vingar o ensino na era 4.0.